domingo, 6 de novembro de 2011

"Abordagem Cinematográfica na Arte de Ensinar"

 
É um desafio para nós educadores, que crescemos em contexto de eras diferentes de tecnologias e mídias; como a era do rádio, TV, leitura de material impresso, cinema, tecnologias e mídias, refletir sobre qual é o nosso papel na sociedade do hiperlink e hipertexto e de toda conjuntura tecnológica. Desta forma a utilização de recursos midiáticos torna-se indispensáveis para o cotidiano escolar.
 A partir do cinema, realizamos uma abordagem tendo como auxílio longas metragens.Constata-se que na Escola Estadual Professor Ilídio Alves de Carvalho, há o uso constante de vídeos, na prática pedagógica, utilizando-se do cinema, como auxílio na prática de ensino; sendo visto em várias dimensões, remetendo a diversas áreas do conhecimento, como história, língua portuguesa, sociologia, filosofia, religião, artes, geografia, na execução dos conteúdos dos programas curriculares.
Releva-se ainda as tecnologias e mídias para a produção cinematográfica atual, como a utilização de celulares, câmera digital, músicas, auxílios gráficos computacionais. Destaca-se o recurso internet para a produção de vídeos e filmes sendo possível sua divulgação através do youtube, disponível na rede mundial de computadores.
Considerando os argumentos que se precedem, foi possível a realização do Projeto: “Abordagem Cinematográfica na Arte de Ensinar”, que na fase de execução, uma de suas atividades foi o desenvolvimento de uma aula de campo, proporcionando aos alunos a exibição de filmes no Cinema na Cidade de Ipatinga-MG, graças ao projeto mantido pelo cinema “PROJETO ESCOLA” que tem a intenção de possibilitar formas dinâmicas e criativas de aprendizado foi disponibilizado pelo cinema MOVIECOM, localizado no Shopping do Vale, descontos especiais das sessões em cartaz “ O homem do Futuro”, “ Planeta dos Macacos” com programação extra para que professores e alunos tivessem a oportunidade de complementar os trabalhos iniciados em sala de aula. Uma parceria possível através de contatos realizados pelo Professor Fábio Duarte com o apoio da diretora Ana Maria Guimarães e corpo docente escolar.
Sendo considerado um momento inédito na história de trabalhos de campo; a partir da abordagem de mídias na educação; levando em consideração que mais de 90 % dos alunos nunca tiveram contato com a telona, ou seja, o cinema se fez presente na realidade dos educandos, produzindo sensações, expectativas, interatividade, descontração, multiculturalismo, interdisciplinaridade, construção de novos conhecimentos.
Partindo da realidade in loco, em suma foi possível aos alunos retratarem de formas variadas a historiografia regional, valorização de sua própria história, contextualizada em um tempo histórico, associada às tecnologias atuais disponíveis. O projeto em sua concepção considerou além do universo dos alunos, uma abordagem de abstração da realidade, a partir do momento que proporcionou aos mesmos uma viagem para conhecimento de outra realidade, sendo possível na prática comparações e contextualizações históricas, alcançando assim o seu objetivo que contou com o cinema para promover a educação.

sábado, 5 de novembro de 2011

Noite do HALLOWEEN, na EE"PROFESSOR ILÍDIO ALVES DE CARVALHO"

A palavra Halloween tem origem na Igreja católica. Vem de uma corrupção contraída do dia 1 de novembro, "Todo o Dia de Buracos" (ou "Todo o Dia de Santos"), é um dia católico de observância em honra de santos. Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro. O feriado era Samhain, o Ano novo céltico.
Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas - nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).
O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo. Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis. Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol. Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe'en.
Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte. Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.
Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati).
Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.
O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passa ser conhecido como o Dia das Bruxas.



















Vem aí! " Abordagem Cinematográfica na arte de ensinar"

VEM AÍ!
“ABORDAGEM CINEMATOGRÁFICA NA ARTE DE ENSINAR”


DIA 24 DE NOVEMBRO DE 2011
Às 19 horas na E.E. “PROFESSOR ILÍDIO ALVES DE CARVALHO”, São Sebastião do Anta - MG.

Sua presença é indispensável.

Encontro Pedagógico em Caratinga 2011 da Rede Promove

Rede Promove realiza Encontro pedagógico em Caratinga Professores e diretores da Rede Promove de Ensino e de suas franquias em Caratinga, Inhapim e Governador Valadares participaram de um encontro pedagógico no auditório do Colégio Integrado de Caratinga (CIC), nesse último mês.  O objetivo da atividade foi desenvolver práticas pedagógicas, além de compartilhar informações e conhecimento. Durante o encontro foram ministrados cinco cursos com ênfase em educação infantil, ensino fundamental, anos iniciais e anos finais, além de ensino médio e capacitação administrativa para cerca de 100 profissionais.

A abertura do evento contou com apresentação musical e um recital de poesia feito por alunos do CIC. Logo em seguida o Diretor Geral do CIC, professor Alexandre Leitão recepcionou os convidados e falou sobre o orgulho de sediar o encontro da Rede Promove. “As reuniões pedagógicas são de grande importância para a formação dos profissionais da educação. Além da troca de experiências possibilitam a socialização de informações e aprendizado dos alunos”, afirma.

Para o professor da Rede Promove de Inhapim, Fabio Duarte o encontro foi muito válido, pois foram discutidas técnicas para melhorar os resultados em sala. “As oficinas foram essenciais, pois deram condições de compartilhar situações vivenciadas em sala de aula pelos professores, e, por isso mesmo serão muito úteis no desenvolvimento dos trabalhos”, afirma.
De acordo com a Diretora do CIC, professora Áurea Colares Leitão o fazer pedagógico é tecido nas relações estabelecidas no cotidiano, e, por isso mesmo é preciso valorizar a experiência dos profissionais. “É necessário que as escolas aproveitem essas reuniões para a construção do plano de ensino que reflita os anseios da comunidade e que responda às necessidades reais dos alunos”, comenta a Diretora que fala, ainda, da expectativa quanto aos resultados do encontro. “O estabelecimento de metas claras e objetivas será a baliza de uma educação comprometida com a qualidade e a aprendizagem dos nossos alunos”, garante.